sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Qualquer amor merece nossa total idulgência. porque quem custuma estragar tudo, caríssimos, não é ele somos nós.

Martha Medeiros

Um comentário:

Fezzoka disse...

E me parece que temos o dom de fazer isso..

:D