segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

“Esperem, não devo escrever tudo o que me vem à cabeça. Às vezes, representamos como atores, perante nós próprios, e até aquilo que brota espontaneamente do coração costuma não ser sincero. Os sentimentos usam máscaras até em sua câmara mais íntima.”

Trecho do romance Abdias, de Cyro dos Anjos

Um comentário:

Mariá Ortolan disse...

Gostei :D
realmente é difícil separar/saber o que é essência, e o que mascarado, transformado.

Acredito que o homem realmente não se conhece puramente.

adoro aqui :D
beijos;*