domingo, 3 de agosto de 2008

"Não quero que você me largue. não quero te largar. não quero ter motivos pra ir embora, pra te deixar falando sozinho, pra bater o telefone na sua cara. e eu não tenho medo que isso aconteça (eu nunca tenho), eu fiz isso com todos os outros. é só que dessa vez eu queria muito que fosse diferente. dessa vez, com você, eu queria que desse certo. que eu não te largasse no altar. que eu não te visse com outra. que eu não tivesse raiva. que você não passasse a comer de boca aberta."

Tati Bernardi

Um comentário:

Fernando disse...

ih, sempre se quer. Quando não se quer, é tudo bem mais fútil.